Saltar para o conteúdo

DNS.PT: 25 Anos

História

Passe com o rato por cima da linha de tempo para ver os acontecimentos que marcaram a Internet em Portugal. Timeline / linha de tempo, 1988-2013

1988

Delegação do .PT

Em 1988 a IANA (Internet Assigned Names Authority), entidade mundial responsável pela coordenação global do DNS (Domains Name System), do endereçamento IP e de outras fontes de Protocolos de Internet, delega a gestão do .PT.

1989

A expansão de computadores em rede pelo mundo

O número de computadores ultrapassou as 100 milhões de unidades, a nível mundial e já havia 105 redes espalhadas pelo mundo, várias delas com uma forma particular de endereçamento de "e-mail''.

1990

Criação da RCCN (Rede da Comunidade Científica Nacional)

Por volta de 1990 os docentes universitários e investigadores juntaram os seus esforços aos da Fundação para a Computação Científica Nacional, FCCN, para a criação de uma rede para disponibilização, ao longo do país, dos recursos computacionais.

A rede da FCCN aumentou assim a sua abrangência e recebeu a designação de RCCN (Rede da Comunidade Científica Nacional). Desde 1990 e como resultado do esforço técnico do Fórum IP e da concretização da rede no seio da FCCN, a comunidade de investigação e de ensino superior nacional contribuiu para a criação da Internet portuguesa.

Criação do Protocolo HTTP e da WWW

Em 1990 nasceu no CERN (Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire) Conselho Europeu para a Investigação Nuclear, o protocolo HTTP e o primeiro servidor web, tecnologia que ainda hoje é usada na Internet.

Instalado o primeiro servidor para gerir o domínio .PT

Neste ano foi instalado o primeiro servidor para gerir o domínio .PT nas instalações da FCCN.

1991

Primeiro domínio .PT

Com a instalação do primeiro servidor para gerir o ccTLD .PT, registou-se o primeiro domínio em Portugal: dns.pt

1992

Criação do ISOC

Neste ano nasce o ISOC - Internet Society, criada por cerca de 400 pessoas ligadas à Internet, cujo objetivo inicial era o de promover o uso da Internet. Atualmente conta com cerca de 55000 membros, 90 Chapters e 130 organizações associadas, com a missão de promover o desenvolvimento aberto e o uso da Internet para o benefício da população mundial.

Realiza fóruns onde são discutidas questões técnicas e operacionais e fornecer mecanismos através dos quais os interessados podem ser informados sobre a função, uso, operação da Internet.

1993

Web aberta ao mundo

Em 1993 o CERN (Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire) Conselho Europeu para a Investigação Nuclear, anunciou a sua decisão de não patentear ou reclamar direitos de autor pela tecnologia Web, tornando o protocolo HTTP livre, possibilitando que qualquer pessoa o utilizasse gratuitamente

1994

Registo de domínios sob .PT em crescimento

Neste ano foram vários os domínios registados de entidades conhecidas do público português, nomeadamente: telepac.pt, ul.pt (universidade de Lisboa), siemens.pt, priberam.pt, adi.pt (agência da Inovação. O primeiro domínio a ser registado neste ano foi o it.pt do Instituto de Telecomunicações.

Yahoo

Em 1994 nasce uma das páginas web mais conhecidas dos utilizadores da Internet, o Yahoo. O Yahoo registou o seu domínio sob .PT em 2001.

1995

SAPO

SAPO foi criado em 1995 na Universidade de Aveiro, por seis membros do Centro de Informática da Universidade. O nome surgiu a partir da sigla do serviço, S.A.P. (Servidor de Apontadores Portugueses), pelo que foi fácil chegar a SAPO.

1996

Primeiras regras de registo de domínios de .PT com depósito legal n.º 101422/96

As regras de registo de domínios sob .PT, eram até esta data predominantemente técnicas.

Em 1996, é feita a primeira alteração nas regras de registo de domínios, com o objetivo de seguir as boas práticas a nível mundial.

1997

Registo de domínio das escolas preparatórias e secundárias sob rcts.pt

Foi em 1997 que todas as escolas do país passaram a ter uma página na Internet com o seu nome de domínio registado em rcts.pt

1998

ICANN

Em 1998 foi criado a ICANN - Internet Corporation for Assigned Names and Numbers,uma entidade sem fins lucrativos e de âmbito internacional, responsável pela distribuição de números de "Protocolo de Internet" (IP), pela designação de identificações de protocolo, pelo controle do sistema de nomes de domínio de primeiro nível, com código genérico (gTLD) e de países (ccTLD) e com funções de administração central da rede de servidores.

A ICANN dedica-se à manutenção da estabilidade operacional da Internet, à promoção da concorrência, a obter uma ampla representação das comunidades globais congregadas na Internet e ao desenvolvimento de uma política adequada à sua missão, com processos consensuais, implantados através de uma política "bottom-up" (de baixo para cima).

Aparece o Google

Em 1998 nasce o motor de pesquisa mais conhecido e usado no mundo, o Google.

Tudo começou num trabalho de doutoramento desenvolvido por dois estudante, Larry Page e Sergey Brin, da Universidade Stanford, na Califórnia, Estados Unidos.

CENTR

Neste ano é fundando o CENTR, Council of European National Top Level Domain Registries, uma organização representativa dos domínios de topo dos países Europeus.

1999

Atualização das regras de registo de domínios de .PT

Em 1999 é feita uma nova atualização às regras do registo de domínios consagrando-se, para além dos requisitos técnicos, a política de atribuição de nomes.

É ainda formalmente expressa a criação do Conselho Consultivo do DNS.PT que passa a ter como principal missão o aconselhamento nas matérias relativas à gestão do espaço de nomes da Internet em Portugal.

2000

Implementação de sistema de informação online

Em 2000, considerando-se que o registo de nomes de domínio e procedimentos internos não estavam ainda claramente definidos, foi desenvolvido um sistema de informação específico para registo de domínios e gestão comercial e financeira.

São também especificados os procedimentos em harmonia com as regras de registo de domínios em vigor. Pela primeira vez a delegações de domínios é feita automaticamente, deixando de ser manual.

Avaliador técnico do DNS .PT

Em 2000 foi disponibilizado aos utilizadores o primeiro avaliador técnico.

Veja como era aqui.

2001

Figura Registrar

Foi em 2001 que foi criada a figura de Registrar (Agente de Registo) do DNS de .PT. Estas, são entidades especializadas no registo e gestão de nomes de domínios e credenciadas pela FCCN.

Os primeiros três agentes de registo foram: VIA NET.WORKS Portugal; TELEPAC II Comunicações Interativas SA; ONI SOLUTIONS - Infocomunicações SA.

A missão destes Agentes de registo é simplificar o processo de registo e/ou para obter um serviço completo com alojamento de página e contas de correio.

Pode ver as entidades Registrars do DNS de .PT em: www.dns.pt/registrars-list.

CallCenter

Em 2001 o serviço do DNS.PT disponibilizou aos seus clientes uma linha de apoio operacionada por um Call Center especializado, promovendo assim, um melhor atendimento ao cliente, considerando o aumento significativo dos utilizadores a interagir com o serviço.

Até aos dias de hoje o número azul (chamada local) mantem-se: 808 20 10 39.

Criados domínios classificadores

Nesse ano são criados vários classificadores sob .PT, com o objetivo de facilitar e acomodar os registos consoante a atividade e público-alvo dos mesmos.

São assim criados os seguintes classificadores: .org.pt, .publ.pt, .gov.pt, .net.pt, .nome.pt, .int.pt, .edu.pt, .com.pt (este último sem restrições ao registo, flexibilizando assim o acesso ao registo de nomes de domínio, o que veio a verificar-se, tornando este classificador como a primeira escolha logo abaixo do registo diretamente sob .PT).

2002

Boom da Internet em Portugal com a utilização da tecnologia ADSL

É em 2002 que a tecnologia ADSL chega aos Portugueses, permitindo velocidades mais rápidas.

2003

IPv6

Em 2003 o serviço de DNS .PT disponibilizada a possibilidade de utilização do protocolo IPv6 na indicação dos servidores de nomes onde os domínios serão delegados.

Lançamento do registo online do classificador .com.pt

Em 2003, após 2 anos da criação dos domínios classificadores, o .com.pt torna-se o primeiro classificador com registo totalmente on-line.

O utilizador só teria de aceder à página (veja aqui) e preencher o formulário on-line.

2004

A primeira cópia em Portugal de um Root server

Em 2004 foram desenvolvidos os trabalhos pelo Internet Software Consortium para a instalação em Portugal de uma cópia de um Root Server denominado de F-Root server.

Esta instalação permitiu melhorar a velocidade de acesso às páginas de internet aumentado a qualidade do serviço.

Nova imagem do DNS.PT

Em 2004 o DNS.PT ganha uma identidade própria, é criada uma nova imagem e lançada a página web.

Lançamento do Facebook

Em 2004 nasce uma das redes sociais mais conhecidas em todo o mundo, o Facebook.

Em 2012 atingiu o número impressionante de mil milhões de utilizadores, tornando esta rede social extremamente popular.

Convidamo-lo a seguir o Facebook do serviço DNS .PT.

2005

IDN

Em 2005 o serviço do DNS .PT introduziu o IDNs (Internationalized Domain Names) que permite formar nomes de domínios com caracteres de qualquer língua existente à face da terra, no caso português, são aceites os caracteres específicos da língua portuguesa (á, à, ã, â, é, í, ó, ú, ç)

Empresa na hora

Em 2005, no âmbito do projeto "Empresa na Hora" do Ministério da Justiça, o DNS.PT cria de forma automática o respetivo domínio na data de constituição da empresa.

Com a constituição da Empresa "na hora", estas passaram a ter também "na hora" o seu nome de domínio registado e com a oferta da primeira anuidade.

2006

Início do Projeto Sondas no DNS

Desde o final de 2006 que vem sendo possível executar a monitorização em tempo real da atividade dos servidores de DNS responsáveis pela correta operação do TLD .PT, a funcionar em território nacional.

Identificam-se três vetores que este projeto procura assegurar: a recolha de informação estatística e anonimizada, a garantia da correta operação dos serviços, a segurança perante eventuais tentativas de intrusão ou negação do serviço realizadas a partir do exterior.

Registo nomes de domínio exclusivamente on-line

Em 2006, com a experiência positiva do registo totalmente on-line no domínio classificador .com.pt, e com o objetivo de tornar mais simples e rápido o registo nos demais classificadores e diretamente sob .PT, foi promovida a disponibilização, em 1 de Março de 2006, do registo exclusivamente on-line de todos os domínios de .PT, através de Agentes de Registo (Registrars) acreditados pela FCCN ou diretamente, pelo público em geral, no endereço www.dns.pt.

2007

ICANN Lisboa

Tem lugar em Lisboa o 28º encontro internacional do ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers).

ISO 9001

Em 2007, reforçou-se atividade desenvolvida nos últimos anos com vista a um maior incremento da Qualidade do Serviço que culminou com a atribuição de certificação de acordo com o referencial normativo NP EN ISO 9001:2000.

Faturação Eletrónica

Neste ano foi introduzida a fatura eletrónica e teve como principal objetivo a agilização dos processos de faturação e facilidade de acesso às faturas por parte dos utilizadores.

2008

Associações na hora e sucursais na hora

Em 2008, com os projetos "Associação na Hora" e "Sucursal na Hora" do Ministério da Justiça, o DNS.PT passa também, à semelhança do que aconteceu em 2005 com o projeto "Empresa na Hora", a assegurar a criação de forma automática do nome de domínio correspondente na data de constituição da Associação e Sucursal, com a oferta da primeira anuidade.

Arbitrare

Foi inaugurado em 2008 o Centro de Arbitragem Institucionalizada para a resolução de conflitos em matéria de propriedade industrial, nomes de domínio, firmas e denominações.

Com um sistema on-line de resolução de conflitos, possibilidade de utilização de forma indiferenciada da língua portuguesa e inglesa, este Centro - ARBITRARE, surge como o mais avançado e tecnologicamente dotado nesta área de intervenção.

Embora possua instalações físicas, este Centro e no que a nomes de domínio de .PT diz respeito, permitirá resolver via mediação ou arbitragem, de forma totalmente on-line, todas as questões que hoje estão submetidas aos tribunais judiciais.

2009

Implementação do protocolo EPP

Em 2009 é implementado o Protocolo Registry-Registrar, um serviço de normalização da comunicação, entre Agente de Registo (Registrar) de domínios .PT e o Registry deste domínio de topo (atualmente a FCCN), cujo objetivo é a automatização de todo o processo de registo e gestão de domínios por parte destas entidades.

Pesquisa Integrada de Marcas e Nomes de Domínios

O DNS.PT em parceria com o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) disponibiliza uma ferramenta online gratuita para a pesquisa integrada de marcas e domínios .PT, um interface de pesquisa de marcas e nomes de domínio que permite consultar diretamente e em simultâneo as bases de dados do registo nacional de marcas e a base de dados do registo de domínios DNS de .PT.

2010

DNSSEC

O DNSSEC é um padrão internacional, de extensões de segurança, que adiciona mecanismos para garantir a origem e integridade dos dados à tecnologia DNS.

O DNSSEC garante um sistema de resolução de nomes mais seguro, reduzindo o risco de manipulação de dados e informações.

Instalação de réplicas de root-servers do tipo J em Portugal

A 2010 foi instalado a segunda réplica de um Root Server (do tipo J-Root server), aumentando a resiliência da rede.

2011

Novo Sistema de Informação e de Gestão Administrativa

A entrada em produção do novo sistema de informação DNS.PT e novo site e sistema on-line de registo que suporta de forma integrada toda a atividade de registo e gestão de nomes sob o ccTLD.PT.

ENUM

Na sequência do protocolo celebrado a 24 de Janeiro de 2011, entre a ANACOM e a Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN), foi notificada ao Diretor do TSB da UIT-T a decisão da ANACOM de designar a FCCN como Tier 1 Registry do domínio 1.5.3.e164.arpa relativo ao ccTLD (Country Code Top Level Domain) para Portugal do U-ENUM.

2012

Liberalização do .PT

A liberalização do registo de nomes sob o ccTLD.PT, ocorrida em maio de 2012, representa um marco histórico no DNS.PT, passa a ser possível o registo de nomes em .PT por qualquer interessado sem que seja necessária a existência de direito anteriormente constituído.

Adoptam-se mecanismos de monitorização evitando-se o registo especulativo e abusivo de nomes.

Instalação de réplicas de root-servers do tipo L em Portugal

Em 2012 foi instalada a terceira cópia de um root server, permitido, assim, o aumento de resiliência espacial.

Lançamento do DNS .PT no Facebook

Neste ano, o DNS .PT entrou nas redes sociais ao criar a sua página no facebook, promovendo a partilha de informação útil sobre o DNS.PT, sobre nomes de domínio em geral e curiosidades Internet, dando a conhecer melhor o trabalho desenvolvido nesta área através de notícias e dados estatísticos.

2013

Concurso para o logótipo comemorativo dos 25 anos .PT

No início deste ano foi anunciado o nome da vencedora do concurso de ideias para o logótipo comemorativo dos 25 anos .PT, Flávia Pedrosa Reis, de Santa Maria da Feira.

CENTR Lisboa

O 49º encontro anual do CENTR, que decorreu em Lisboa e teve a participação de cerca 35 Registries.

.PT 100% acessível pelo protocolo IPv6

O domínio de topo de Portugal .PT tem todos os seus servidores de nomes na raiz do DNS acessíveis por IPv6, tornando-se assim 100% compatível com esta tecnologia.

Estes servidores encontram-se geograficamente dispersos, disponibilizando uma cobertura global que serve a comunidade de utilizadores da Internet em .PT em todo mundo.

Voltar à página principal Imprimir a história completa